Quem são as mulheres que assinam o mural que homenageia Antonieta de Barros

Mural Antonieta de Barros
Foto: Diorgenes Pandini

Após dez dias de trabalho, neste domingo, às 13h30, na programação da Maratona Cultura e Floripa Conecta acontece a cerimônia de entrega do mural que homenageia Antonieta de Barros, na fachada do Edifício Atlas, na esquina das ruas Tenente Silveira e Deodoro. Com 32 metros de altura, o painel é de autoria dos artistas Thiago Valdi, Monique Cavalcante (Gugie) e Tuane Ferreira.

Monique e Tuane representam, assim como Antonieta, a força da mulher catarinense. Em parceria com Valdi as duas fazem história no grafite ao se tornaram as primeiras artistas mulheres a assinar uma arte predial em Santa Catarina.

Tuane, Gugie assinam o projeto com o experiente Thiago Valdi. Foto: Instagram/Reprodução

Gucie tem 26 anos e há oito trabalha com grafite. Formada na Udesc em Artes Visuais, ela começou a grafitar no final de 2011, quando teve o contato com a arte de colorir murais. Ela participava de um grupo de dança de Garopaba e começou a expressar sua arte também com os seus desenhos.

— Eu já desenhava e também já conhecia a galera, por estar no mesmo movimento. Assim eu comecei a desenvolver as minhas intervenções, participar de festivais, fazer produção com outras pessoas, já tenho vários painéis aqui na cidade.

Mulher, negra e mãe de duas meninas, uma de dois anos e oito meses e uma de apenas quatro meses, Gucie fala do orgulho de assinar um obra que representa Antonieta de Barros, que foi a primeira mulher negra eleita como deputada estadual em todo país e que ficou reconhecida por sua luta pela educação para todos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Gugie (@gugie_) em

— É emocionante. É incrível. Toda a história dela é inspiradora. De certa forma, e modéstia à parte, me vejo muito nela, por ser negra, por ser mulher, e por estar executando esse trabalho em uma área que é predominantemente de homens. É inspirador para minha história, para continuar o meu trabalho e prosperando no meu sonho. E eu gosto muito de trabalhar com arte educação, acho que hoje o artista não é só uma linguagem, ele traz na arte toda uma vivência. O meu eu artístico é mulher, é negra, e é mãe.

Tuane está há menos tempo no grafite, com 27 anos, começou a pouco mais de um ano a assinar suas intervenções. Sua arte é caracterizada principalmente por mandalas, que ela inclusive incluiu no trabalhado em homenagem a Antonieta de Barros. As mandalas do mural lembram a renda de bilro, e representam as mulheres, as marias.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Tuane Ferreira (@tuaneferreirart) em

Tuane que é casada com o artista plástico Rodrigo Rizo, que assinou o mural que homenageia Cruz e Souza, e que também faz parte do Projeto Street Art Tour, auxiliou o marido no mural entregue anteriormente, mas a arte que será entregue neste domingo será sua primeira grande obra com sua assinatura.

— Eu brinco que a Antonieta foi a primeira deputada eleita de Santa Catarina e eu fui a primeira mulher a subir para pintar um mural nas alturas no Estado. Temos alguma coisa em comum. Estamos fazendo história, mudando esse pensamento que a mulher não tem a mesma capacidade que o homem — comenta a artista, que reconhece a importância de estar – assim como a deputada – buscando espaço e igualdade num cenário ainda tão masculino.

Projeto Street Art Tour

O painel faz parte do projeto Street Art Tour, que desenvolve um trabalho de valorização dos ícones culturais de Florianópolis por meio de murais que homenageiam a vida e a obra de nomes importantes para a cidade. Dentro do aplicativo disponível para iOS e Android é possível mapear e organizar um roteiro para conhecer obras de arte urbana de grandes dimensões, como o mural assinado pelo artista Valdi em homenagem a Franklin Cascaes, no edifício Atlas, localizado de frente para a esquina da rua Vidal Ramos com a Deodoro, e o Mural Cisne Negro, assinado pelo artista Rodrigo Riso, em homenagem a Cruz e Sousa, localizado no paredão do edifício João Moritz, ao lado do jardim do Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa, no Centro da Capital.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Está andamento um dos projetos mais importantes que fiz até agora, nestes últimos 15 anos dedicados à arte urbana. O painel em homenagem a grande Antonieta de Barros está sendo uma experiência muito forte. Ao lado de artistas super talentosas e dedicadas @gugie_ e @tuaneferreirart com apoio dos amigos @floripa.conecta @celobohrer @harmonicarte @maratonacultural @engenhoconstruindocomarte @rizo.ci @victormoraesh @streetarttourfloripa @fabricadecomunicacao estamos produzindo uma obra para valorizar a primeira mulher negra eleita deputada no Brasil. Além de Professora, jornalista, escritora, sua trajetória de vida inspira todos nós. Retratar seu rosto no centro da cidade vale todo o esforço e coragem, mesmo com tantos obstáculos e forças contrárias. Agradeço a todos que estão participando e todos que estão apoiando essa ideia. Continuamos firmes no trabalho até domingo na inauguração. #arteurbana #florianopolis #antonietadebarros #arte #representatividade foto: @tuaneferreirart

Uma publicação compartilhada por Thiago Valdi (@thiagovaldi) em

Leia mais:

Street Art Tour: nesta semana tem o lançamento do Mural Cisne Negro, em homenagem a Cruz e Sousa

Plataforma digital reúne grafites e possibilita tour guiado por Florianópolis

Mural que homenageia Cruz e Sousa começa a ser pintado no Centro de Florianópolis