Rapper LGBTI é morto a tiros em Porto Rico

Músico andava de moto quando foi atingido por oito tiros

Kevin tinha 24 anos. Foto: Reprodução / Instagram

Considerado um dos primeiros representantes LGBTI da música trap (estilo de rap com batidas mais sombrias), Kevin Fret morreu nesta sexta-feira (11) em Porto Rico, no Caribe. O artista de 24 anos foi atingido por oito tiros na cabeça e no quadril quando andava de moto. As informações são do G1.

Com a morte de Fret, o número de óbitos em Porto Rico neste ano subiu para 22.

Em entrevista à BBC, o empresário do músico, Eduardo Rodríguez, lamentou o ocorrido:

— Sem palavras para descrever nosso sentimento e a dor que nos foi causada por saber que uma pessoa com tantos sonhos se foi. Devemos nos unir nesses tempos difíceis e pedir por mais paz em nosso amado Porto Rico.

Kevin Fret ficou conhecido principalmente pela faixa Soy Así, lançada no ano passado.

Leia também: 

Como ficam as políticas públicas LGBT+ no governo Bolsonaro

Catarinense Bruna Linzmeyer afirma já ter perdido contratos por ser lésbica

Astro pornô promete revelar nomes de famosos com quem transou em livro autobiográfico