Ovas de tainha, essência da mesa manezinha

ovas
Foto: Beto Barreiros

Ovas de tainha assadas no forno, fritas ou curadas, são a essência da comida de outono e inverno dos manezinhos da Ilha e do nosso litoral. É o nosso caviar. Prepare a sua com as minhas sugestões abaixo:

Frita é a preferida dos manés

Esqueça as calorias, o que vale é o seu sabor único e ficar crocante ao fritar corretamente. Para deixar o ambiente perfumado, coloque umas folhinhas de alfavaca no azeite e aqueça bem. Seque com um pano as ovas e depois coloque na frigideira, deixando fritar quatro minutos de cada lado. Retire, faça um corte no meio das ovas de um lado ao outro, salgue e pingue umas gotas de limão galego, que além do azedo, quebra a gordura, dá sabor.

Assada no forno

Utilizando uma forma untada com manteiga, coloque o par de ovas virado para cima, faça um corte de um lado ao outro, salgue levemente e leve ao Forno pré-aquecido a 180 graus por 20 minutos. Sirva cortando em fatias pingadas com limão galego.

Ova ralada

Frita ou assada no forno, a ova pode ser ralada sobre massa ou risoto como se fosse o queijo parmesão. Dão um toque de sabor maravilhoso. Quando a tainha é assada no forno, normalmente é recheada com uma farofa temperada, misturada com a ova ralada ou cortada em pequenos pedaços.

Leia mais:
Colunista da Revista Versar, Beto Barreiros, participa do programa Mais Você
Beto Barreiros: O dia que Juarez Machado fez questão de fazer foto com Nega Tita
Beto Barreiros: vieiras, aperitivo de berbigão e salada de camarão