Retrospectiva 2018: relembre cinco polêmicas e tretas famosas que marcaram o ano

Foto: Reprodução

O ano de 2018 está chegando ao fim com muita história para contar. Alguns episódios de assédio, principalmente, marcaram o ano. Confira as principais polêmicas e tretas que ainda serão lembrados por muito tempo:

Claudia Leite x Silvio Santos

Fotos: Instagram @torresoficial_ e SBT/Reprodução

O episódio entre a cantora e o apresentador ocorreu durante o programa Teleton 2018. Na ocasião, Silvio chamou Claudia ao palco para uma apresentação. Ele se recusou a abraçar a cantora por temer ficar “excitado”.

– Esse negócio de ficar dando abraço me excita e eu não gosto de ficar excitado – disse o apresentador.

– Você quis dizer excitado de euforia, de entusiasmo, né? – respondeu a cantora, tentando minimizar o comentário.

– Não, excitado é de excitado mesmo – Silvio afirmou, rindo.

Claudia ficou visivelmente desconfortável ao ouvir os comentários do apresentador. Dias depois, nas redes sociais, ela fez um desabafo em sua conta no Instagram e admitiu ter se sentido constrangida.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Aonde quer que eu vá, minha entrega é total. Tem que ser com todo amor do mundo, especialmente quando se trata de contribuir para o bem de alguém. Senti-me constrangida sim! Quando passamos por episódios desse tipo, vemos em exemplificação, o que acontece com muitas mulheres todos os dias, em muitos lugares. Isso é desenfreado, cruel, nos fere e nos dá medo. A provocação vem disfarçada de piada, e as pessoas riem, porque acostumaram-se, parece-nos normal! E lá se vai a nossa vida, cheia de reflexões quanto ao que usar como artista, como empresária, como esposa, como amiga, como empregada, como patroa… como mulher. Até que horas podemos estar nas ruas? Aprendemos a nos esquivar. Fizemos concessões porque fomos educadas assim. Mas, nós que somos vítimas! “Ah, mas se estivéssemos usando outra roupa?” Definitivamente a culpa não é do que estamos usando! A culpa é dessa atitude constrangedora e de dois pesos e duas medidas. Somos livres! Eu, como cantora, ciente do meu papel e da responsabilidade que carrego, sentia que precisava dizer isso a vocês, meus fãs, e a todas as pessoas, em especial às mulheres, que longe do olhar público sofrem todos os dias.

Uma publicação compartilhada por Claudia Leitte (@claudialeitte) em

Claudia ganhou apoio de mulheres como Deborah Secco, Mariana Ximenes, Taís Araujo e Bruna Marquezine, a cantora Daniela Mercury e as apresentadoras Fernanda Gentil, Rafa Brites, Marina Person e Astrid Fontenelle, que criticaram a atitude do dono do SBT.

Dias depois, Silvio veio a público se manifestar sobre o episódio. Ele apenas disse que foi “sincero” com Claudia.

O discurso de Fernanda Lima

Foto: Ney Coelho/TV Globo

No comando do programa Amor & Sexo na TV Globo desde 2013, a apresentadora tem levantado discussões ainda consideradas tabu pela sociedade. Com leveza e informação, já falou de temas como sexualidade, relacionamento e identidade de gênero. Neste ano, porém, um episódio em especial sobre machismo e conservadorismo gerou polêmica e levantou uma onda de ódio contra a apresentadora – mas também acendeu debates nas redes sociais.

“Vamos sabotar as engrenagens desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino. Vamos jogar na fogueira as camisas de forças da submissão, da tirania e da repressão. Vamos libertar todas nós e todos vocês. Nossa luta está apenas começando”, discursou ela, na abertura do episódio.

O texto repercutiu. A apresentadora teve de bloquear comentários de internautas em suas redes sociais após receber ataques e xingamentos O perfil dela no Instagram (@fernandalimaoficial), que soma mais de 3,8 milhões de seguidores, chegou a ser fechado para comentários. No entanto, algumas horas depois, a ferramenta foi ativada novamente.

Fernanda ainda foi alvo de ataques por parte do cantor Eduardo Costa, que a chamou de “imbecil”. Além de responder às ofensas, ela entrou com um processo por danos morais contra o cantor, que havia pedido desculpas públicas.

Em seu Instagram, ela se pronunciou sobre a repercussão de seu discurso.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Gostaria de agradecer o carinho das pessoas que têm se manifestado positivamente em relação ao programa que foi ao ar na última terça-feira, sobre a mulher. Estou recebendo muito amor e com isso renovando minhas energias para seguir a caminhada. É muito importante receber o reconhecimento do papel de #AmorESexo em defesa da igualdade e da diversidade. É um trabalho que leva meses para ser desenvolvido, com cada tema pesquisado, escrito e gravado com meses de antecedência. O programa mulher, que foi ao ar esta semana, foi gravado em julho, e assim como os outros tem sido preparado com esmero e carinho há meses. Nossa equipe está muito feliz com os debates que o programa #mulher tem gerado, pois a nossa motivação é provocar reflexões sobre o papel da mulher na sociedade e como podemos desconstruir as estruturas machistas, homofóbicas e racistas que aprisionam as mulheres e homens. O amor cura. #CHAMATODOMUNDO #FernandaLima @redeglobo @gshow @antonioamancio

Uma publicação compartilhada por Fernanda Lima (@fernandalimaoficial) em

A lavação de roupa suja da família Gagliasso

Foi um ano de eleição tenso. Até mesmo na família dos famosos houve discussão em grupos de Whatsapp por causa do tema. Foi o caso da família dos Gagliasso.

Em outubro, o irmão de Bruno, Thiago, resolveu expor nas redes sociais uma treta envolvendo a cunhada, Giovanna Ewbank. O também ator usou o Instagram para publicar o que seria uma mensagem enviada por ela pelo Whatsapp, em 8 de outubro, para ele.

“Amorzinho. Espero que quando o seu desejo da ‘TV morta’ se realize (porque deve ser isso mesmo) vocês estejam preparados para: não ter o apartamento que seu irmão deu para vocês morarem no Rio de Janeiro; não ter ajuda do seu irmão quando você não pagar a escola do seu filho e ele te salvar; não ter a mesada que seu irmão dá para a sua mãe; não ter o apartamento de São Paulo do seu irmão para ficar; entre outras tantas coisas…”, diz o texto exposto.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Ja que ela AMA tanto falar da vida pessoal no ”AMORES DO GIOH” ! Pq ela não posta isso também la ? A TV, não morreu, apenas não é mais um monopólio de opinião, independente da emissora ! Seja Globo, Record, SBT o que for ! Não é tão difícil de entender… principalmente pra alguém que lucra tanto com a internet né … 🤔 ! Infelizmente não me tornei um dos AMORES DO GIOH ! @gio_ewbank Mas gostaria muito de lhe informar que – NÃO MORO MAIS NO AP DO MEU IRMÃO ! (E mesmo q morasse, não teria vergonha por não pensar igual a ele, afinal, não somos gêmeos de cérebros, apesar da semelhança física) – liga la na escola do meu filho, pergunta se estou devendo algo ! ✌🏼e se precisasse da ajuda dele aceitaria viu ! – Mesada pra MÃE ? 😂 Eu teria orgulho em poder proporcionar a minha Mãe o que ele faz por ela, o nome disso é GRATIDÃO ! n sei se vc conhece ! – APT DO MEU IRMÃO PRA FICAR ? Relaxa ! Tenho amigos ! Que certamente me receberão com o maior prazer ! Quem escreve o que quer… leia as consequências! Ñ preciso aparecer… mas as verdades, chegam ! Pq chegou a hora né… É fácil defender causas nobres, sem saber a realidade de MUITOS ! Ou talvez a sua própria ! Nunca fui de expor minha vida pessoal, mas infelizmente… foi necessário! Seja BEM VINDO A REALIDADE !

Uma publicação compartilhada por Thiago Gagliasso Ferreira (@thigagliasso) em

Thiago rebateu e criticou a cunhada, dizendo que Giovanna se diz defensora das causas nobres na esfera pública, mas na esfera privada fica jogando na cara as coisas que o irmão famoso faz pela família.

A especulação é que a treta tenha motivação política, já que Thiago declarou apoio a Jair Bolsonaro, enquanto Bruno e Giovanna aderiram à campanha Ele Não, contra o presidente eleito.

Carolina Dieckmann, gordofobia e feminismo

Carolina Dieckmann andou gerando polêmica no último mês. Primeiro, durante sua participação no programa Altas Horas, exibido no dia 1° de dezembro. Ao relembrar seu segundo casamento, com Tiago Worcman, a atriz comentou que na época estava grávida e por isso estava “obesa”, e que agora quer se casar de novo para “ter a chance de ser uma noiva gata e magra”. Carolina e Tiago são casados desde 2007.

Foto: Reprodução/TV Globo

O comentário repercutiu nas redes sociais. Alguns internautas consideraram a fala de Carolina “gordofóbica”.

“Carol Dieckmann deu uma bola fora ao falar sobre peso. Eu entendi a que ela se referia, ela não foi do mal, mas esse pensamento do ‘linda só magra’, precisa acabar, é um sofrimento em escala que vai tomando conta da nossa vida”, pontuou uma telespectadora no Twitter.

“Desculpa Carol, não sabia que gorda não podia usar branco”, ironizou mais uma.

“Que comentário infeliz. Gordinhas também ficam lindas vestidas de noiva”, afirmou uma usuária.

Mas também teve quem defendeu Carolina.

“Eu não achei nada demais no que a Carolina Dieckmann falou. É de cada um. Eu também me sinto mais bonita magra”, disse uma fã.

“Ainda não entendi qual o barraco com a Carolina Dieckmann. Qual é o problema da noiva querer entrar na igreja parecendo a noiva e não o bolo do casamento?”, disparou outra.

Dias depois, a atriz voltou a ser assunto ao falar sobre machismo em entrevista ao portual UOL. Carolina, que é mãe de dois meninos, de 19 e 11 anos, declarou que é um privilégio “não ver comportamento machista em sua família, mas que não se considera feminista”.

Meghan Markle e sua família

E não é com a Rainha Elizabeth, embora a ex-atriz insista em quebrar alguns protocolos exigidos pela monarca. A duquesa de Sussex casou em maio com o príncipe Harry e alguns familiares dela não foram convidados para a festa – exceto a mãe, com quem Meghan se dá muito bem. Desde então, no entanto, os parentes “esquecidos” andam causando polêmicas por aí.

Foto: AFP

Para recapitular, caso você não tenha acompanhado o “drama da família Markle”. A meia-irmã de Meghan, Samantha Markle, seguidamente a critica nas redes sociais. A ex-atriz e modelo de 53 anos usa o Twitter para xingá-la: já chamou a meia-irmã de “alpinista social” e disse que a princesa Diana teria vergonha da nora.

Meghan também tem uma relação delicada com o pai, Thomas Markle. Ele foi acusado de ter colaborado com paparazzi que o perseguiam em busca de cliques. Ele teria permitido que uma agência o fotografasse enquanto provava a roupa que usaria no casamento da filha famosa. Thomas, porém, sequer foi ao casamento real.

Diante de tanta polêmica, a orientação da realeza, sempre discreta, é ignorar. “A estratégia no Kensington Palace é: ‘Não diga nada, não dignifique esses comentários, essas entrevistas, esses artigos, com uma resposta’”, disse a perita da realeza Katie Nicholl. “A família real teve mais do que seu quinhão de escândalos. Isso não os perturba.”

Leia também:

Retrospectiva 2018: os casais famosos que se separaram neste ano

Retrospectiva 2018: confira os memes que marcaram o ano

Nos direitos humanos, no esporte, na cultura: 10 mulheres que marcaram 2018