Sandro Clemes: Saiba onde encontrar inspiração para decorar a casa

Clay Banks on Unsplash, divulgação

Tendência?

Um conceito que parece sintetizar bem a contemporaneidade, o “espírito” do nosso tempo, é o da pluralidade. Reconhecer a diversidade do desejo, dos valores, dos hábitos, das culturas e, portanto, das necessidades simbólicas e de consumo, é um exercício que se impõe aos criadores de design e a todos nós. E esses múltiplos caminhos e estilos oferecem experiências igualmente valorosas. Pensar numa tendência predominante parece, então, redutor.

E você?

Olhe pra sua casa e tente perceber o quanto ela fala sobre você, o quanto ela te representa intimamente. As funções de cada cômodo, as formas, cores e materiais de móveis, objetos e adornos – esse conjunto de coisas conta uma história que deve ser a sua, pessoal e intransferível. Criar o seu lugar no mundo: essa é a tendência.

Foto Joseph Albanese on Unsplash

Leia todos os posts de Sandro Clemes

A cidade como inspiração

Rua Felipe Schmidt – Foto Sandro Clemes, especial

Sair pela cidade a pé, olhar para o alto, para baixo, contemplar as tantas arquiteturas que estão ali compondo uma paisagem urbana. Experimente fazer isso e você vai perceber que a rua é uma fonte inesgotável de ideias a serem transpostas para a vida doméstica. Desde os padrões geométricos compostos pelas janelas dos edifícios, o mobiliário público como postes luminosos e bancos, até os pavimentos de praças e calçadas, podem te inspirar nas suas escolhas pra casa.

O mosaico português ou petit pavê do calçadão da Rua Felipe Schmidt, em Florianópolis, tem fundo branco entrecortado por formas sinuosas escuras que conferem movimento e rompem a rigidez do eixo longitudinal da via. Observe a sala de sua casa como uma rua e o piso ou o tapete como o pavimento. Quais possibilidades surgem dessa comparação?