Scorpions e Megadeth em Santa Catarina: das baladas ao Thrash Metal

Foto Divulgação

Duas das maiores bandas de rock do planeta, Scorpions e Megadeth vem a Santa Catarina pela primeira vez para shows na Arena Petry em São José, no dia 28 de setembro deste ano. Informações sobre ingressos, como valores e locais de compra, serão divulgadas em breve.

O simples anúncio dos shows, porém, já provocou barulho ensurdecedor entre os amantes do rock – comparável, talvez, apenas aos solos alucinantes e estrondosos de “Hangar 18” de Dave Mustaine e Kiko Loureiro. A estréia das bandas em Santa Catarina traz para o Estado o nosso próprio Dia do Metal, apelido dado à data dos shows de rock mais pesados do Rock in Rio.

Dizer que Scorpions é a banda de Hard Rock mais bem sucedida da Alemanha – e uma das mais destacadas do mundo – não é novidade alguma. O grupo de Hannover, fundado pelo guitarrista Rudolf Schenker e que inicialmente foi batizado de The Nameless, cansou de lançar clássicos mundiais na voz inconfundível de Klaus Meine ao longo dos mais de 50 anos de carreira.

A versatilidade também impressiona. Em uma playlist do Scorpions, músicas eletrizantes como “Rock You Like A Hurricane” ou “Big Cities Nights” estão a um clique de baladas românticas que se tornaram trilha sonora de milhões de pessoas e relacionamentos amorosos, como “Wind of Change”, “Always in Somewhere” ou “Still Loving You”. Esta última, inclusive, leva uma história curiosa: foi “acusada” de ter sido responsável pela alta taxa de natalidade na Europa em 1985, especialmente na França. Afinal, quantas histórias de amor não devem ter nascido ao som dessas músicas?

Das guitarras do Megadeth

Já pelos petardos alucinantes das guitarras do Megadeth, devemos agradecer primeiramente a James Hetfield, líder do Metallica que em 1983 resolveu expulsar Dave Mustaine da banda. Como resultado, Mustaine decidiu unir a voz rouca com o baixista David Ellefson, o guitarrista Greg Handevidt e o baterista Dijon Carruthers para formar o novo grupo. Nas palavras dele “Mais rápido e pesado que eles”, o Metallica.

Os álbuns resultantes dessa união como “Peace Sells… But Who’s Buying?”, “Countdown to Extinction”, “Rust in Peace”, e vários outros, comprovam que a demissão de Dave Mustaine foi a melhor notícia para os metaleiros de plantão. Afinal, foi esse fato o responsável pela criação do Megadeth e consequentemente dos hinos “In My Darkest Hour”, “Peace Sells”, “Holy Wars… The Punishment Due”, Symphony of Destruction, entre tantos outros. O último álbum lançado pela banda foi o “Dystopia” em 2016 já com o brasileiro Kiko Loureiro (ex-Angra) em uma das guitarras e que teve a canção que leva o mesmo nome do álbum vencedora do Grammy Award 2017 na categoria “Melhor Performance de Metal”.

Seja para se emocionar com as canções arrebatadoras do Scorpions ou para pirar com os solos de guitarra frenéticos do Megadeth, a noite promete ser histórica na Arena Petry, que assim consolida Santa Catarina na rota dos grande shows internacionais.

Por Angelo Mendes, especial
Leia mais:
Slash fala sobre show em Florianópolis e dá pistas sobre novo álbum do Guns N’ Roses
Folianópolis 2019 já tem data e a primeira atração confirmadas
Cantor Silva volta a se apresentar em Florianópolis