Setembro amarelo: alimentos que ajudam nos quadros de depressão

Foto: Banco de imagens

Estamos no mês de prevenção ao suicídio e pensando nisso, resolvemos falar sobre a depressão, atualmente uma das doenças consideradas como o ‘mal do século’ e que tem aumentado com números muito expressivos na população.

Segundo o Ministério da Saúde, 24 milhões de pessoas de todas as idades e classes sociais sofrem com a doença na América Latina. Para você entender, o nosso corpo produz serotonina, um neurotransmissor que dá ao nosso cérebro a sensação de bem-estar e por consequência melhora do humor. Na depressão essa substância costuma estar em déficit.

Para o tratamento da depressão, além de acompanhamento com o psiquiatra e psicólogo, os alimentos podem ser grandes aliados na melhora dos sintomas da doença, pois ajudam a produzir mais serotonina. Para isso são necessários alimentos ricos em triptofano, magnésio, cálcio, vitamina B6 e ácido fólico, fundamentais para a sua síntese.

Pensando nisso trouxemos uma lista de alimentos que poderão ajudar nesse processo, e que são responsáveis pelo humor e sensação de bem-estar:

1. Frutas como melancia, o abacate, o limão, mamão, tangerina e banana – contém a substância triptofano, percussor da serotonina, regulando o humor. É recomendado comer de 3 a 5 porções ao dia.

2. Iogurte e leite – fonte de cálcio, ajuda a diminuir a irritabilidade. O ideal é que seja consumido de 2 a 3 porções ao dia.

3. Maça e Laranja – ricas em ácido fólico, sendo importante para controle de quadro de depressão. A laranja tem vitamina C, melhora o sistema nervoso, a fadiga e o estresse.

4. Oleaginosas, como castanha-do-pará, nozes e amêndoas – fontes de selênio, um poderoso antioxidante, colaborando com a redução dos sintomas da depressão.

5. Banana e Abacate – tem carboidrato, magnésio, potássio e vitamina B6, produzindo energia e diminuindo a ansiedade.

6. Ovo – fonte de tiamina, colina e a niacina (vitaminas do complexo B), ajuda no bom humor.

7. Aveia – rica em fibras, vitaminas do complexo B e vitamina E, bom para o intestino, combatendo a ansiedade e depressão.

8. Folhas verdes como alface, brócolis, couve e espinafre – são ricas em folato, diminuindo sintomas depressivos. É recomendado o consumo de 3 a 5 porções ao dia.

9. Carboidratos complexos – como arroz integral, pães e cereais integrais ajudam o organismo a absorver triptofano e estimulam a produção do neurotransmissor serotonina, que ajuda a reduzir as sensações de depressão. É recomendado consumir de 6 a 9 porções ao dia.

10. Mel – estimula a produção de serotonina, porém deve ser consumido com moderação.

Agora que você já sabe que os alimentos também podem ajudar na depressão, não deixe de introduzir eles na sua alimentação diária, a sua saúde mental agradece!

Leia mais:

O meu filho só come o que quer, e agora?

Meu filho fez dois anos, mas agora ele já pode comer tudo?

Qual a necessidade nutricional de crianças e adolescentes fisicamente ativos?