Wesley Safadão trouxe intérprete de Libras para show em Florianópolis

Foi o primeiro show no Stage Music Park com acessibilidade para surdos

Mariana Laís de Lima
A intérprete Mariana Laís de Lima ficou durante todo show no canto direito do palco. Foto: Caio Graça/Divulgação

No último sábado, 22, Wesley Safadão esteve em Florianópolis para a primeira edição do Festival Garota White, no Stage Music Park. Além de ter todo o público vestido de branco, o cantor trouxe mais uma novidade para a apresentação. Durante o show, a intérprete Mariana Laís Lima esteve no palco fazendo a tradução para libras.

Wesley já levou a interprete para outras cidades, mas foi a primeira vez que o Stage Music Park recebeu um evento com acessibilidade para surdos.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Que demais! 😍 Tradução em libras no nosso show no @GarotaWhite São Paulo 😍❤ Obrigado a nossa intérprete, @marianalaislima 👏👏👏

Uma publicação compartilhada por Wesley Safadão (@wesleysafadao) em

Mariana também é interprete de outros artista como Ivete Sangalo, Anitta, Falamansa, Nando Reis, entre outros.

Evento cheio de atrações

Outra grande atração foi o grupo de pagode Atitude 67. O conjunto do Mato Grosso do Sul trouxe muita animação e contagiou o público com seu ritmo musical, ao incorporar influências de samba e até pitadas de rap em suas músicas. Entre as canções que fizeram a cabeça da galera, estão Cerveja de Garrafa e Saideira.

Já o duo Jetlag transformou o evento em uma grande balada. A dupla de DJs, formada por Paulo Velloso e Thiago Mansur, se destaca no cenário da música eletrônica internacional e fez uma das apresentações mais elogiadas no festival Lollapalooza 2018, em São Paulo.

Para completar o time de atrações, foi convidado o DJ Jopin, artista considerado a grande revelação do cenário eletrônico no Norte e Nordeste no último ano e que agora desponta nacionalmente, participando de festivais por todo o país, entre eles o Helvetia 2018, em São Paulo. Jopin é responsável pelo elogiado remix da música Anunciação, de Alceu Valença, lançada em junho. Essa foi a primeira vez que o cantor pernambucano autorizou o uso de sua obra para um remix eletrônico.

Outro destaque do projeto Garota White foi a cenografia do palco, com elementos de inspiração futurista.

Wesley não atendeu a imprensa para entrevistas porque estava com problemas na voz e precisava se poupar, segundo a equipe do cantor.