Traumas na infância dos pais podem afetar a saúde comportamental dos filhos, diz pesquisa

Problemas são ainda maiores quando os traumas são vividos pelas mães

criancas

Traumas severos e estresse na infância dos pais podem afetar a saúde comportamental dos filhos, revelou um estudo feito pela Escola de Medicina da Universidade da Califórnia (UCLA), nos Estados Unidos. Conforme os achados, filhos de pais que tiveram quatro ou mais experiências adversas quando pequenos têm o dobro de risco de ter déficit de atenção e hiperatividade, e são quatro vezes mais suscetíveis a desenvolver problemas mentais.

Divórcio, separação ou morte dos pais, abuso emocional, físico ou sexual, testemunho de violência doméstica e exposição a substâncias em casa estão no rol das dificuldades elencadas no estudo.

— Pesquisas anteriores analisavam os traumas de infância como fator de risco para problemas mentais e físicos na vida adulta, mas este é o primeiro estudo a mostrar os danos à saúde a longo prazo, através das gerações, de pais para filhos — disse o líder do estudo Adam Schickedanz, médico pediatra e professor assistente do departamento de pediatria da Escola de Medicina da universidade.

Além disso, o estudo apontou que os problemas na infância da mãe tinham impacto maior sobre a saúde mental dos filhos do que as experiências negativas dos pais. Os resultados somam-se às evidências que apoiam uma avaliação personalizada dos pais durante as visitas dos seus filhos ao pediatra.

— Se nós identificarmos essas crianças com risco maior, podemos conectá-las aos serviços especializados, reduzindo riscos ou prevenindo problemas comportamentais de saúde — completou o autor.

O próximo passo dos pesquisadores é avaliar como os fatores de resiliência, como apoio de mentores e professores, poderiam amenizar esses traumas. O estudo foi publicado no periódico Pediatrics.

Leia também: 

Aprenda passo a passo como montar uma composteira em casa

Casal de SC cria embalagem com materiais naturais para substituir plástico filme

Marcos Piangers e o estilo de vida da família mais pop do Brasil