Twitter avalia liberar edição de mensagens a usuário

Presidente-executivo da rede social afirmou que mudança em tweets não é permitida porque ele nasceu na época do SMS

twitter
Foto: Reprodução

O presidente-executivo do Twitter, Jack Dorsey, afirmou que a empresa avalia permitir a seus usuários que editem suas mensagens na rede social. A ação foi revelada durante entrevista ao comediante Joe Rogan, no sábado (2).

— Você poderia fazer isso de forma que nós introduziríamos um atraso de 5 a 30 segundos no envio (da mensagem), e dentro dessa janela você pode fazer a edição — afirmou Dorsey.

Segundo ele, permitir que os usuários editem o texto em um tempo superior ao dessa janela fará com que o estilo da rede, em tempo real, como uma conversa, se perca. Além do atraso para permitir a edição, a versão original da mensagem seria mantida em um histórico público.

O presidente-executivo do Twitter disse que a razão pela qual a edição das mensagens não é permitida hoje é que ele e os outros fundadores da empresa nasceram na era do SMS –mensagem de texto enviada por celular, com caracteres limitados e que não pode ser editada posteriormente.

Dorsey afirmou que, assim que os números de caracteres do tuíte aumentarem, os usuários vão querer cada vez mais poder editar seus posts. Ele também sublinhou que os usuários ajudaram a criar o Twitter.

— O símbolo arroba [@], a hashtag e o retuíte não foram inventados por mim ou pela companhia. Foram coisas que nós descobrimos ao ver pessoas usando. E observamos e percebemos o que eles estavam querendo fazer, o que estavam querendo falar uns com os outros — afirmou.

Leia também: 

Twitter anuncia volta da timeline em ordem cronológica

Briga de vizinhas narrada no Twitter vai virar série da Globo assinada por Miguel Falabella

Emoji de menstruação busca quebrar tabu sobre o assunto