O que fazer, comer e beber em um cruzeiro pelo Caribe

Quando falam “eu ficaria cansado de ficar uma semana no mar” é por que nunca fizeram um cruzeiro

Cozumel é uma das paradas (Fotos: Lopo por Vino)

Qual o cardápio de um cruzeiro e sua carta de vinhos? Começamos nossa trip 2019/2020 pelos mares do Caribe, rumo aos 100 países visitados, passando por México, Belize e Honduras.

Muita gente tem medo de cruzeiro, não sabe que roupa levar, se vai ficar enjoado, etc. Então vamos contar um pouco de nossa experiência, de quem já fez alguns cruzeiros e trabalhou oito meses embarcados no Hawaii.

Nossa trip começou em Orlando, na Florida, onde pegamos um trem para a cidade de Tampa. Foi lá que embarcamos no navio.

O check-in no cruzeiro deve ser feito no máximo até duas horas antes do embarque, mas se o navio sai as 16h, por exemplo, você já pode entrar depois das 10h e filar um almoço ou tomar uma champagne na piscina.

Você vai ficar enjoado? Pode ser. Vai depender do mar, mas provavelmente pode ficar um pouquinho, mas nada que um vinhozinho não equilibre.

Lá fomos nós, saindo de Tampa em direção à Costa Maia, no México.

O cruzeiro oferece muita diversão, shows, música ao vivo, cassino, torneios de ping-pong, eventos na piscina. Quando falam “eu ficaria cansado de ficar uma semana no mar” é por que nunca fizeram um cruzeiro.

O navio oferece um excelente menu e uma ótima carta de vinhos. ​Se você não quiser tirar a bermuda e a camiseta, pode ainda pular os restaurantes principais e ir almoçar ou jantar no buffet, que não exige uma roupa mais adequada.

Mas se optar pelo buffet, estará perdendo pratos como costela de ovelha, escargot, camarão, tartar de salmão, carpaccio, pato, spaghetti com frutos do mar, além de lagosta, cortes nobres de carne e outros pratos que vão exigir um bom vinho.

Neste cruzeiro tomamos Amarone da vinícola Cesari, bons Zinfandel, Barossa Shiraz e um ótimo Sauvignon Blanc, fermentação natural, da famosa Chilena Errazuriz.

Também degustamos um Crémant de Bourgogne, uma excelente alternativa para a champagne. Incrivelmente não existe uma única “Village” em Burgundy que não produza uvas para a produção deste espumante.

Você pode ainda comprar um pacote de bebidas que conta com Whisky, Vinhos por taça, drinks e cerveja ilimitados e que neste cruzeiro da Royal Caribbean, custava $ 90 por dia para o casal.

Geralmente um vinho básico na carta dos cruzeiros custa em média $ 40 a garrafa ou $ 12 a taça.

Veja a carta completa aqui.

Na entrada do cruzeiro você pode levar dois vinhos por cabine, mas deve ser na mala de mão. Se levar na despachada eles apreendem e entregam apenas no final do cruzeiro. Estes vinhos podem ser degustados na cabine ou, pagando uma taxa de rolha de $ 15, podem ser tomados em qualquer bar ou restaurante.

Aliás, qualquer bebida alcoólica que você comprar nos portos também fica apreendida e é entregue na última noite do cruzeiro.

Falando um pouco dos portos, Costa Maia oferece praias fantásticas, com destinos all inclusive que deixarão seu dia mais alegre.

Costa Maia

A dica é nunca comprar os tours dentro do cruzeiro e sim nos portos, onde você encontra o mesmo serviço pela metade do preço.

No cruzeiro vão tentar lhe vender o pacote e botar o terror de que as empresas de fora podem chegar atrasadas e o barco sair sem você. Não caia nessa! É cilada, Bino!

O seguinte porto foi Belize, onde provamos rum local e comida caseira pertinho do porto. O sabor do frango caribenho é inesquecível. Em Belize o navio não chega até o porto pois é muito raso, então barcos menores chegam até o cruzeiro e levam os passageiros até o litoral.

De Belize seguimos para Roatan, em Honduras, onde alugamos uma ATV por $ 60 o dia todo e saímos pelas praias da ilha.

Na maioria das praias você paga de $15 a $20 dólares para entrar, não é algo muito agradável, então com uma ATV, você roda a ilha em buscas dos pontos gratuitos. Mas o ponto alto de Roatan é provar um prato típico local.

​Este cara aqui:

Isso mesmo, iguana ensopada no azeite de côco natural. Um dos melhores pratos de carne que já comemos. Aliás todos, na ilha falam que é muito melhor do que frango. Provamos e concordamos.

De Roatan seguimos para a famosa Cozumel, onde em outras duas oportunidades visitamos as ruínas de Tulum e Chichén Itzá.

Roatan

Desta vez fomos até a Playa Mia, onde por $60 dólares você tem comida e bebida ilimitados, piscina, cadeiras e brinquedos aquáticos.

Caribe lhe oferece de tudo, floresta, praia, tour pela cidade, comida e bebida local… Um cruzeiro é pouco para conhecer esse paraíso.

Os seus gastos dentro do cruzeiro são computados em um cartão, que é também a chave da sua porta. Você não precisa ficar carregando cartão de crédito e dinheiro dentro do navio, apenas quando sair nos portos.

Sua conta pode ser checada diariamente no guest service e assim você acompanha como estão indo as finanças.

Leia também:

Conheça o Bermet, o vinho que foi servido no Titanic

Programando as férias? Então conheça a praia mais bonita do mundo

Leia mais colunas de Loco por Vino