Veja cinco dicas para se refrescar com vinho em dias de calor

vinho branco - foto Tatiana Cavagnolli

Vinhos menos encorpados podem ser muito refrescantes – Foto Tatiana Cavagnolli, divulgação

As temperaturas estão subindo, mas isso não é empecilho para deixar de beber um bom vinho. A bebida pode ser consumida mesmo em dias quentes da primavera e verão. É o que afirma o sommelier internacional Rodrigo Bertin.

Segundo ele, há alguns truques que fazem do vinho bastante refrescante. Mas ele ressalta que nem todo tipo é recomendado para o calor.

— Os vinhos mais encorpados, que geralmente são os mais caros, precisam ficar no armário até o próximo inverno, mas os mais leves e de menos gradação alcoólica funcionam — explica.

Confira as cinco dicas para beber vinho no calor:

1- Temperatura certa

Rodrigo Bertin conta que os vinhos brancos ou rosés podem ser mais gelados. Você pode consumi-los a seis graus de temperatura. No entanto, o vinho tinto deve ser consumido com a temperatura próxima de 15ºC. Ele mantém o sabor e vai ajudar a se refrescar com essa temperatura amena.

2- Conservação

O sommelier sugere um balde de gelo para manter a temperatura baixa da garrafa. Deixe a garrafa no balde para evitar que ela esquente, ou então gele um pouco mais, deixando a garrafa na geladeira antes de consumir. Se a garrafa ficar gelada demais, espere o vinho recuperar um pouco da temperatura antes do primeiro gole.

3- O tipo certo

Bertin também conta que é possível apostar nos espumantes. Eles são refrescantes e ainda combinam com a maioria dos petiscos e porções da praia, por exemplo. O espumante ainda tem a vantagem de ajudar na digestão. Para o especialista, é um mito que vinhos são caros, há opções boas para todos os bolsos.

4- Teste receitas

Aperol Spritz, Sangria e Clericot são apenas alguns dos coquetéis mais famosos que podem ser feitos com vinho. Para ele, as receitas são fáceis de encontrar e rendem drinks gelados, além disso, destaca que essas opções combinam com qualquer festa, até mesmo churrasco!

5- Economize

Rodrigo Bertin ensina que os tipos de vinho que combinam com o verão são os mais baratos.  Por isso, é o melhor momento para economizar. Segundo ele, os mais caros, que são geralmente os mais encorpados, pedem por temperaturas mais quentes, então aposte nos mais simples. As sugestões são as uvas mais leves e com menos tanino, como Pinot Noir, Merlot e Gamay.