Veja cinco tendências gastronômicas para 2019

Para 2019, algumas tendências mostram grande potencial. Confira!

Cocktailteas da 1401 Tea
Cocktailteas da 1401 Tea (Foto: Allan Barbosa/Divulgação)

Durante 2018, alguns cenários da gastronomia foram se desenhando. A gin tônica foi
a bebida que tomou conta dos bares e o poke – prato típico havaiano – conquistou
seu lugar com restaurantes especializados após um início tímido. Para 2019, algumas
tendências mostram grande potencial. Confira!

A reinvenção do chá

O chá tradicional com bolo já não reina sozinho. O interesse por formas de consumo alternativas e produtos diferenciados (para não falar “gourmet”) em torno da bebida milenar levou à abertura de lugares especializados: quiosques de chás com bolhas que estouram na boca, drinks e milk-shakes com a bebida na composição. A última novidade – no mínimo, estranha – é o “cheese tea” (chá de queijo), vendido pelas ruas de Taiwan em um copo de chá tradicional com cobertura de queijo cremoso salgado, lembrando um café com creme. Será que chega por aqui?

Lixo zero: sustentabilidade e consumo consciente

Restaurante Origem, em Floripa
Restaurante Origem, em Floripa (Foto: Renata Diem)

A preocupação dos restaurantes com o impacto ambiental e o consumo consciente ganhou força com a discussão em torno dos canudos de plástico. A redução do uso dos canudinhos foi uma ação pontual que impulsionou e, de certa forma, popularizou a tendência sustentável. Talheres biodegradáveis, embalagens retornáveis e resíduos compostados fazem parte das atitudes do primeiro restaurante do Brasil a conquistar o selo lixo zero.
O Origem, em Florianópolis, está constantemente fomentando atitudes conscientes e responsáveis.

Brunch: um novo hábito

Brunch da Fábrica Working Bar
Brunch da Fábrica Working Bar (Foto: Julia Prado/Divulgação)

O brunch — refeição típica nos Estados Unidos e Inglaterra — é uma combinação entre café da manhã (breakfast) e almoço (lunch). Versátil para quem deseja se alimentar bem em horários flexíveis, pode tanto ser um café da manhã com cara de almoço quanto um almoço com cara de café da manhã. Por aqui, a oferta aos domingos continua sendo maior, mas muitos lugares estão ampliando o serviço para atrair novos clientes em dias ou horários com pouco movimento.

Sem preconceito

Botânico
Restaurante Botânico (Foto: Renata Diem)

Carnívoros de carteirinha começam a quebrar a resistência e se aventurar por refeições sem proteína animal. A demanda por comida vegetariana e vegana vem aumentando consideravelmente e, com isso, aumenta também a oferta de pratos interessantes e que podem surpreender com novas combinações de sabores e texturas. Nessa onda, surgiu também o “flexitarianismo”: uma alimentação mais flexível para quem deseja diminuir o consumo de carne sem cortá-la completamente do cardápio.

Aplicativos de Delivery

Aplicativos
Aplicativos (Renata Diem)

Ao mesmo tempo em que cresce a busca por uma alimentação mais consciente, com refeições caseiras degustadas com calma, também vemos a multiplicação dos serviços de delivery; um reflexo da polarização dos tempos atuais. A praticidade em pedir comida em casa apenas utilizando o celular é uma ótima alternativa para quem vive na correria. iFood, Uber Eats, Rappi, entre outros aplicativos personalizados são opções que ganham novos usuários a cada dia.

Leia também:

Veja quatro dicas de como combinar vinho com o verão