Rotina de bordo de Vanessa Figueiredo faz sucesso no Youtube

Catarinense conta como é viajar o mundo trabalhando em um navio de cruzeiro

Vanessa registra a rotina de trabalho no canal do Youtube

Foi aos 17 anos que Vanessa Figueiredo decidiu que iria largar tudo e conhecer o mundo dentro de um navio de cruzeiro.  O sonho de viajar para outros países motivou a catarinense a enfrentar a rotina no alto mar e a vida de tripulante.

— Nunca tive condições de viajar, muito menos estudar fora. Nasci em uma família de classe baixa e tive que começar a trabalhar cedo. Meu primeiro emprego foi em uma oficina de maquinas, mas eu não estava satisfeita e sabia que era pouco para os meus sonhos. Foi então que uma colega, em 2009, descobriu que teria uma entrevista para tripulação de um cruzeiro e disse que eu deveria ir.

A entrevista, que abriu as portas para Vanessa, iria acontecer em Itapema, cerca de 70km de onde ela morava, em Florianópolis.

— Eu não tinha dinheiro nem para ir até lá. Peguei carona com um colega, juntei dinheiro para pagar a gasolina e fui na cara e na coragem.

Sem estar preparada para a entrevista de emprego, pois sequer sabia falar inglês, idioma exigido para quem quer trabalhar em alto mar, Vanessa conquistou a vaga ao emocionar a recrutadora.

— Ela viu que eu me emocionei falando que aceitaria qualquer esforço, só pelo fato de ter a chance de conhecer o mundo. Eu não tinha feito nem 18 anos, mas até o processo ser concluído, eu faria meu décimo oitavo aniversário e estaria apta para começar o trabalho na temporada.

Tripulante de primeira viagem

O primeiro destino da catarinense foi o mediterrâneo, passando por Grécia, em Mykonos, Corfú, Santorini; Dubrovinik, na Croácia; e Veneza e Bari, na Itália.

No começo passou por dificuldades, trabalhando na área da limpeza. No trabalho seguinte, Vanessa assumiu a vaga de room service attendant – um dos salários bases mais baixos da tripulação. A função parecia básica, entregar café da manhã nos quartos, mas a quantidade de pedidos ultrapassava 400 cafés por manhã, além de recolher as louças e preparar a refeição matutina do outro dia.

— Depois de muito trabalho fiz um treinamento para assistente no restaurante principal do navio e, atualmente, estou no departamento do bar. Fui promovida para assistente bartender.

A nova viagem já está com data marcada, de 23/11/2018 à 02/06/2019. A catarinense vai embarcar em Savona, na Itália, e cruzar o Atlântico até o Brasil.

Atualmente, a tripulante trabalha no bar do navio

Dicas, marido e muitas outras aventuras

No canal do Youtube, Vanessa decidiu reunir os detalhes da rotina de bordo, aventuras que viveu nos últimos anos, curiosidades dos lugares onde morou e dicas para quem também quer trabalhar como tripulante.

A youtuber, que já passou por mais de 15 países e conheceu três continentes, tem muita história para contar. Em um dos vídeos, ela conta sobre ter decidido se converter para o Islamismo.

— Entrei na aula de árabe, todos os sábados, e conheci pessoas que me encaminharam para o aprendizado da religião. Já usei até hijab – vestimentas típicas. Mas acabei me desvencilhando depois de uns anos, porque era difícil continuar vivendo em um país ocidental e sem ter pais e família da mesma religião.

Outra história que chama atenção, foi dentro do navio que ela conheceu o marido filipino, Romarico Lopez Aprecio. Ele era bartender e ela trabalhava no restaurante. Hoje, há sete anos juntos, moram em Florianópolis e dividem aventuras no canal do youtube.

A tripulante conheceu o marido, Romarico Lopez Aprecio, em alto mar

Os vídeos são publicados semanalmente e já registram mais de 50 mil visualizações. Com mais de 10 mil inscritos, o canal já funciona como fonte de renda, mas o objetivo é divertir o público com as curiosidades da vida à bordo.

 

Leia também:

Santa Catarina é pela 11ª vez o melhor estado do Brasil para viajar

Experiência a bordo: conheça os atrativos dos cruzeiros de expedição