Você sabe o que a acidez diz sobre a qualidade do vinho?

A palavra-chave mais usada no universo do vinho vale aqui também: o equilíbrio da acidez é fundamental para um vinho agradável

Vinhos
Foto: Daniel Conzi/Divulgação

O tanino, o álcool e a acidez são os três elementos que estruturam e trazem personalidade a um rótulo. Sendo que o último, de acordo com Renato Rita, especialista em vinhos da Decanter, é o responsável por trazer vivacidade e deixar no paladar a sensação de frescor e sabor do vinho, além de contribuir para a sua conservação e envelhecimento.

— Acidez não determina a qualidade, e sim o tipo da bebida. Mas é evidente que, quando ela se sobressai, é um defeito — explica.

A palavra-chave mais usada no universo do vinho vale aqui também: o equilíbrio da acidez é fundamental para um vinho agradável. Quando ela tem pouca presença, os vinhos também têm pouca personalidade, se mostrando até adocicados. Já a acidez em excesso resulta em vinhos amargos, desagradáveis ao paladar. Para ajudar a avaliar a acidez de um vinho na degustação, vale saber: quanto mais ácido, mais adstringência no paladar e mais salivação ele provoca.

Já para entender um pouco mais sobre o processo de acidez na produção do vinho, é interessante saber que ela tem origem principalmente na uva e na fermentação. A fruta torna-se menos ácida conforme amadurece. Assim, regiões de clima frio, como Chile e Argentina, onde o amadurecimento das uvas é mais difícil, produzem vinhos com maior acidez. E ao contrário, como ocorre em algumas áreas da Califórnia e da Austrália, que são muito quentes, os produtores precisam “corrigir” a acidez durante a fermentação.

— Não é a situação ideal, mas como as condições nem sempre são favoráveis, o mosto (sumo de uvas) é corrigido com a adição de ácido tartárico. Este é o principal ácido dos vinhos e, pela forma correta, deveria ocorrer naturalmente — explica Rita.

O Brasil é um dos maiores exportadores do ácido, devido às condições ideais do nosso clima. E para apreciar bons vinhos e espumantes e aprender mais sobre a bebida, a Confraria do Vinho Itapema convida para uma de suas edições mensais até novembro, no ano em que comemora 10 anos de realização. O evento tem patrocínio da Decanter, Bellacatarina, Acqualive SC e Grupo Geração, com apoio da Galeria de Arte Luciano Martins, da Flor de Liz e parceria com a Alameda Casa Rosa.

Os ingressos são limitados e estão disponíveis pelo site Blueticket e também nas lojas físicas da Blueticket e da Siqlo, no Beiramar Shopping, na Bellacatarina e na Decanter Florianópolis. A Alameda Casa Rosa conta com estacionamento próprio, para maior conforto dos participantes.

Próximas datas da Confraria do Vinho Itapema 2018

27 de setembro – 4ª edição

25 de outubro – 5ª edição

29 de novembro – 6ª edição

Horário de início: 20h

Local: Alameda Casa Rosa (Rod. Admar Gonzaga, 3.401 – Itacorubi, Florianópolis)

Quanto: R$ 180

Ingressos: pelo site Blueticket e também nos pontos de venda: loja física da Blueticket (Beiramar Shopping), Siqlo (Beiramar Shopping), Bellacatarina (Av. Beiramar Norte, 5.036) e Decanter (R. Herman Blumenau, 207)