Workshop e espetáculo abrem programação de setembro do Ocupação Itajaí Criativa

Abertas inscrições gratuitas para workshop de dramaturgia, que acontece nos dias 7 e 8 de setembro

Atriz Sabrina Antunes Francez no espetáculo Game Over. Foto: Matheus Groszewica

A 2ª etapa do Ocupação Itajaí Criativa, projeto da Téspis Cia de Teatro, será realizada entre 7 e 14 de setembro. A programação do evento, que conta com workshops e apresentações teatrais, é gratuita e destinada ao público em geral, principalmente jovens de 16 a 24 anos. Com o objetivo de oportunizar um espaço de arte, diálogo, formação, pesquisa de teatro e apresentações teatrais, a 2ª etapa do projeto — que iniciou em agosto, será realizada até dezembro. Entre as ações disponibilizadas ao público estão aberturas de processos criativos com apresentações, rodas de conversa e workshops.

As ações da 2ª etapa do Ocupação Itajaí Criativa objetivam dar continuidade às atividades iniciadas durante a 1ª edição, em 2018, ano em que foram atendidas cerca de 800 pessoas, entre professores da rede de ensino pública, artistas da cidade e público em geral.

Tivemos uma ótima resposta do público. Além das apresentações, os espaços de debate abrem aos participantes um pouco das etapas que normalmente ficam somente para quem trabalha nos bastidores, ampliando o conhecimento sobre o fazer teatral e também sobre a complexidade que é trabalhar profissionalmente com arte no nosso país – diz Max Reinert, fundador da Téspis Cia de Teatro e um dos idealizadores do projeto.

Para abrir esta etapa do projeto, no próximo final de semana, 7 e 8 de setembro, das 14h às 18h, será realizado o workshop de dramaturgia: O Ator Dramaturgo. Ministrado por Reinert, o workshop objetiva estimular os participantes a pensar e praticar a dramaturgia como ferramenta para o ator criar e descobrir sua autonomia. Além disso, algumas perguntas serão guias para as discussões: O que é dramaturgia? Qual é o papel do ator dentro do processo de construção de um espetáculo teatral, tendo como foco a relação dele com os textos que serão utilizados no espetáculo? Os textos falados pelos atores são os únicos elementos que compõem a dramaturgia?

Participante do primeiro workshop do Ocupação Itajaí Criativa deste ano, a profissional da educação, Elis de Castro, diz que a atividade foi uma maneira de exercitar os fundamentos do teatro.

É uma oportunidade ímpar, democrática, pois o projeto é gratuito, e isso é muito importante para Itajaí. A repercussão deste evento será devolvida para o município com as nossas experiências e trabalhos destaca.

Ao todo, 20 vagas estão disponíveis ao o público. Para se inscrever, basta ter 16 anos ou mais, e enviar um e-mail no endereço: itajaicriativa@gmail.com, contendo, no corpo do e-mail, CPF e telefone de contato.

Ainda nesta 2ª etapa do Ocupação Itajaí Criativa serão realizadas apresentações gratuitas do espetáculo Game Over. A peça foi criada a partir da observação de relacionamentos em jogos online, e busca, a partir de contos, mitos e arquétipos femininos recolhidos por Clarissa Pikola Estés, o contra ponto para esta realidade, tentando entender as relações sexistas estruturais presentes em nossa sociedade.

A primeira apresentação do espetáculo será em 12 de setembro, e é reservada para os alunos do Instituto Crescer. As outras duas são abertas ao público, e irão acontecer em 13 e 14 de setembro, às 20h, na Itajaí Criativa – residência artística. Os ingressos da peça serão distribuídos, com 1 hora de antecedência, no local da apresentação. Após o evento, será realizada uma roda de conversa, entre a equipe artística e o público, sobre o processo de montagem do trabalho. Os interessados podem confirmar sua presença no evento, através do link: www.facebook.com/events.

Uma parte da programação da Ocupação Itajaí Criativa é realizada, principalmente, para jovens do Instituto Crescer, ONG que capacita jovens de escolas públicas, em situação de vulnerabilidade sócio econômica, para o mercado de trabalho, além do público em geral.

A Itajaí Criativa – Residência Artística, local em que é realizado o projeto, é um espaço de arte e cultura privado que conta com patrocínio direto para sua manutenção da PROCAVE Empreendimentos Imobiliários. Já o projeto Ocupação Itajaí Criativa é realizado com patrocínio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, Prefeiturade Itajaí eFundação Cultural de Itajaí e renúncia fiscal da APM Terminals.

Téspis: história e pesquisa teatral

Não é à toa que o tema do Ocupação Itajaí Criativa de 2019 é formação e pesquisa em teatro. Ao longo dos seus mais de vinte anos, a Téspis, organizadora do projeto, tem desenvolvido pesquisas em teatro e aplicado os estudos na montagem de espetáculos. A pesquisa já é uma característica e um dos pilares mais importantes de sua base.

Em 2018, a Téspis foi tema da pesquisa de mestrado em teatro do jornalista e ator Jônata Gonçalves. O trabalho intitulado “A Inquieta Poética da Busca: um olhar sobre o corpo no corpo da Téspis Cia. de Teatro” apresenta a trajetória e as principais pesquisas da companhia teatral. A pesquisa está publicada em livro.

Neste ano, A Téspis Cia de Teatro completa 26 anos entre as companhias pioneiras de Itajaí, cidade referência no teatro catarinense. Fundada em 1993 por Denise da Luz e Max Reinert, nasceu com o objetivo de estudar o fazer teatral e aplicar tais estudos na montagem de espetáculos, os quais também compartilha com atores e técnicos convidados. Ao longo dos anos, o grupo montou 22 peças, com trabalhos apresentados no Brasil e no exterior, e conquistou mais de 40 prêmios.

Em Itajaí, mantém um dos importantes espaços culturais da cidade,a Itajaí Criativa – Residência Artística, e há 16 anos um curso de teatro permanente em que já passaram mais de três mil alunos. A Téspis possui ainda pesquisa sobre teatro de formas animadas, que utiliza nas montagens de espetáculos infantis e o Laboratório Cena Contemporânea, em que discute dramaturgia brasileira contemporânea.

Desde a fundação, a companhia atua com adaptações e/ou adequações de textos clássicos. A partir de 2009, decidiu trabalhar também com dramaturgia própria, apostando na criação de obras autorais.As atividades da Itajaí Criativa 2019 também irão contribuir para mais uma pesquisa do grupo. De acordo com Denise, o projeto pretende dar seguimento à pesquisa sobre a corporeidade desenvolvida pela Téspis que em seus espetáculos, utiliza-se do corpo do ator-atriz como um potencial detentor e articulador de dramaturgia cênica.

Para saber mais sobre a Téspis, acesse: www.tespis.com.br.

Leia mais:

“Não arranquem os vermes de mim”: jornalista de Itajaí lança seu primeiro romance

Novo endereço gastronômico em Florianópolis

Música eletrônica: DJ Nicky Romero se apresenta em SC