XXXTentacion: rapper morto aos 20 anos teve carreira polêmica

Controverso e envolto por violência desde cedo, o artista ficou conhecido por ser um dos expoentes do gênero conhecido como SoundCloud Rap

Foto: Reprodução

Na noite desta segunda-feira (18), o rapper norte-americano XXXTentacion teve sua carreira abreviada após ser baleado em Deerfield Beach, na Flórida, Estados Unidos. O músico estava saindo de uma concessionária, onde comprava motocicletas, quando foi abordado por um homem que atirou diversas vezes contra ele. X foi levado para o hospital, mas não sobreviveu aos tiros. A polícia confirmou que uma Dodge Journey na cor preta levou os suspeitos de efetuarem os disparos até o local.

Longe de ser unânimidade, o nome verdadeiro de XXXTentacion é Jahseh Onfroyn. O rapper de 20 anos ficou conhecido por ser um dos expoentes do gênero conhecido como SoundCloud Rap, definido por batidas simples, melodias que lembram o emocore dos anos 1990 e letras depressivas e niilistas.

Em agosto do ano passado, o artista lançou o álbum 17, no qual discorre sobre depressão e uma série de problemas que estava enfrentado. O trabalho alcançou segundo lugar na Billboard 200 e chegou a ser citado por Kendrick Lamar, que publicou um tuíte elogiando o disco. Neste ano, o rapper lançou outro álbum intitulado ?, conseguindo o 1º lugar na Billboard Hot 100 chart, e conquistando ainda mais fãs ao redor do mundo. Entre os grandes hits do artista, destacam-se as canções Jocelyn FloresSad! e Changes.

Carreira ofuscada por polêmicas

Tido como prodígio no hip hop, o músico diversas vezes teve seu trabalho ofuscado pelas polêmicas nas quais se envolveu ao longo de sua breve carreira. Controverso e cercado por violência desde cedo, o artista ganhou fama de brigão após ser detido por vários delitos – de assalto a mão armada à resistência à prisão. Em outubro de 2016, entretanto, a situação ficou ainda mais perturbadora quando XXXTentacion foi acusado de agredir a ex-namorada grávida a ponto de ela “não conseguir mais enxergar”.

As acusações dirigidas ao rapper motivou o Spotify a retirar suas canções de playlists de rap da plataforma de streaming, como Rap Caviar, sob a acusação de uma “nova política contra conteúdo de ódio público e conduta odiosa”. Apesar das privações, a popularidade de XXXTentacion continuou aumentando. Kendrick Lamar saiu em defesa do músico e chegou a ameaçar de retirar suas músicas do Spotify, se a plataforma de streaming continuasse boicotando o jovem MC. O serviço reverteu sua política e a canção Sad! voltou a constar na playlist Rap Caviar.

Jahseh Onfroyn estava cumprindo pena em prisão domiciliar, enquanto aguardava o julgamento das acusações da ex-namorada, quando o juiz que estava encarregado do caso o liberou para viajar em turnê.

Após a morte de XXXTentacion, vários rappers como Kanye West, J. Cole, Ski Mask, Juicy J. e 2Chainz lamentaram a perda precoce do artista, exaltando seu talento musical. “Descanse em paz, eu nunca te disse o quanto você me inspirou quando estava aqui, obrigado por ter existido”, disse Kanye. “Talento enorme, potencial sem limites e forte desejo de ser uma pessoa melhor. Deus abençoe você, sua família e seus fãs”, publicou Cole.

Leia mais:

Famosas protestam contra vídeo machista de torcedores brasileiros

Vídeo: Karol Conka faz homenagem a Sabotage

J. Balvin afirma “Rihanna não é para casar”